O dinheiro é um estímulo?

Postado em Artigos Tags ,

O dinheiro é um estímulo

Um dos ramos de atuação da nossa empresa é a Educação Financeira.
Na 6ª Semana Nacional de Educação Financeira (ENEF) em maio, criamos a #etimologia, sobre a origem das palavras relacionadas ao dinheiro e do termo Educação Financeira.


Continuando o trabalho para a disseminação do tema, iremos continuar com a nova série #desmitificando_as_finanças.
Como vimos no post sobre o dinheiro, podemos defini-lo como um meio. Meio de troca. Pode-se entender “meio”, como qualquer coisa, situação ou pessoa que esteja entre dois pontos, desempenhando ou não uma função de interligação; a partir destes referenciais, pode-se formular a pergunta: “O dinheiro, além de ser um meio, pode ser um estímulo?”


Ele por si só, de forma isolada, não pode ser considerado um estímulo. Contudo, quando acompanhado de um objetivo, uma finalidade de uso, este pode ser considerado um estímulo positivo condicionado, uma vez que reforça uma resposta desejável.
Mas também pode ser considerado um estímulo negativo, no momento que você concentra sua atenção e suas emoções na falta dele, ou no seu mal uso, por exemplo.Diversos pesquisadores estudaram os conceitos de condicionamento, tanto positivo, como negativo.


E ainda como ele sendo um tipo de aprendizado quando ocorre uma associação entre um estímulo e uma resposta comportamental.
O estímulo é algo comportamental, emocional.
E a sua relação com o dinheiro é totalmente emocional, principalmente pelos estímulos que ele gera em você.Respondendo a questão: Sim, o dinheiro é um estímulo, não de forma isolada, mas principalmente pela representação dele para cada um de nós.Você pode ter acesso a muito mais conteúdo sobre os conceitos de condicionamento e o viés dinheiro x estímulo aqui no site.

Comente como  o dinheiro é um estímulo para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 × quatro =