Educação Financeira vem antes do dinheiro

Não sou contra os pais darem mesada para as crianças. Ao contrário disso entendo que mesada é uma excelente forma de ensinar as crianças a gerir os recursos.

No entanto, os pais tem o direito de não querer dar mesada aos seus filhos, e também muitas vezes eles querem, mas infelizmente não tem recursos disponíveis para fazer isso. O fato destes pais não conseguirem dar mesada não quer dizer que eles não ensinem sobre educação financeira para seus filhos.

Muitas das pessoas mais organizadas financeiramente que conheço não ganhavam mesada quando eram criança e mesmo assim aprenderam os principais fundamentos de um cidadão consciente financeiramente e esse aprendizado foi construído sem necessitar o uso do dinheiro e da mesada.

Esses pais que não podem dar mesada também querem ensinar sobre consumo consciente e desenvolver hábitos financeiros saudáveis para seus filhos, por isso é importante que nós educadores financeiros tenhamos também dicas para dar um caminho alternativo, que não use a mesada, mas que ajude os pais a construir junto com seus filhos uma sociedade financeiramente responsável e economicamente e saudável.

Cinco passos para ensinar educação financeira para as crianças sem precisar dar mesada:

  1. Ensinar às crianças a diferenciar as coisas necessárias, importantes e supérfluas para nossa vida;
  2. Mostrar que o dinheiro é apenas um MEIO que facilita as trocas das coisas;
  3. Falar que economia não é só dinheiro. Economia* é como cuidamos da nossa casa, das nossas coisas;
  4. Mostrar que a criança participa da vida econômica da casa (ela participa do “como cuidamos da casa”);
  5. Ensinar que a criança pode ajudar na economia da casa, ensinando que os recursos são finitos e que se não cuidarmos eles acabam ou estragam. (brinquedos, materiais escolares, roupas, dinheiro).

*Economia do grego OIKONOMUS: Administração, Lei da casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × três =