Método de Educação Financeira gaúcho é premiado no 17 Congresso Internacional ISMA-BR (Internacional Stress Management Association)

 em Artigo, Eventos, Notícias

O Trabalho “Educação Financeira para crianças e seu impacto na qualidade de vida e sustentabilidade Familiar” da Autora Ana Pregardier, Diretora da Intus Forma Educação Financeira receberá no dia 22/06 no Hotel Plaza São Rafael o Prêmio como melhor trabalho na categoria Responsabilidade Social e Sustentabilidade.

A pesquisa demonstra e comprova como o método em educação financeira desenvolvido pela gaúcha gera mudanças verificáveis no comportamento de crianças e adolescentes.

Confira o resumo do Artigo premiado:

EDUCAÇÃO FINANCEIRA PARA CRIANÇAS E SEU IMPACTO NA QUALIDADE DE VIDA E SUSTENTABILIDADE FAMILIAR

Ana Paula Mariano Pregardier

Educação financeira é mais que dinheiro, é a consciência responsável de como gerir a si mesmo e ao ambiente de forma funcional de forma a melhorar a qualidade de vida e promover o consumo consciente. Esta pesquisa é resultado da investigação sobre a mudança de comportamento das crianças após atividades realizadas a partir do método lúdico-vivencial de formação de hábitos financeiros (LVFH).

O problema da pesquisa foi assim delimitado: quais as mudanças de comportamento geradas nas crianças a partir das atividades com o uso do método LVFH? O objetivo de pesquisa foi relatar a experiência já realizada, bem como apresentar os resultados mensurados. O objeto de pesquisa foi centrado nas atividades elaboradas a partir do método e quais as mudanças de hábitos e comportamentos estas geram.

A pesquisa exploratória de campo, de cunho qualitativo e quantitativo foi realizada com 303 crianças na faixa etária entre 06 e 12 anos e 242 pais ou responsáveis, por meio de 03 questionários estruturados contendo sete questões objetivas e nove discursivas.

Os dados desta pesquisa foram apresentados junto a Universidade Estatal de São Petersburgo – Rússia em dezembro de 2016, e entre os resultados estão:

a) 94,72% dos pais perceberam mudança nos hábitos financeiros dos seus filhos;

b) 91,63% dos pais afirmam que seus filhos aprenderam com a atividade;

c) 78% dos participantes após a atividade apresentaram aumento no conhecimento sobre o que é o dinheiro, quais as coisas necessárias, importantes e supérfluas para a vida, o que são juros e sobre formas de economizar.

Para OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) o escopo final de uma educação financeira é proporcionar aos indivíduos que desenvolvam valores e competências para fazerem escolhas mais conscientes de forma a contribuir com a melhoria do seu bem-estar e a construção de uma sociedade mais responsável.

Meneghetti (2004), apresenta como necessária a educação das crianças quanto ao uso consciente dos recursos para que estas possam usufruir de uma futura sustentabilidade individual e global. Assim, essa pesquisa busca apresentar a colaboração do método LVFH e seus impactos na mudança de comportamento das crianças, contribuindo com o desenvolvimento econômico e a construção de uma sociedade financeiramente sustentável.

POSTS RECOMENDADOS

Deixe um comentário

Start typing and press Enter to search